Articulador do golpe, FHC adere ao Fica Temer

Publicidade:

Embora 79% dos brasileiros não confiem em Michel Temer, que é rejeitado pela ampla maioria da população brasileira, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que foi um dos principais articuladores do golpe de 2016, anunciou publicamente sua posição: continua sócio do golpismo; “Já temos tantas dificuldades hoje, o Congresso ainda vai eleger uma pessoa pra ser presidente por um ano? É mais confusão”, disse FHC; um dos riscos, segundo ele, é a “fuga de investidores”; “A percepção das pessoas, especialmente dos investidores é: vamos ter outro problema no Brasil? Eles se retraem”, afirmou; “O Brasil está há muito tempo de pernas para o ar, está começando a assentar um pouco. Levar muito tempo em um julgamento que põe em risco a situação vigente tem consequências negativas”; no entanto, ao contrário do que diz FHC, o golpe, fruto da aliança PMDB-PSDB, já produziu uma queda de quase 10% do PIB brasileiro

Do Brasil 247

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou que uma eventual cassação de Michel Temer por parte do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com uma posterior eleição indireta pelo Congresso, resultaria em mais “confusão” para o Brasil. “Já temos tantas dificuldades hoje, o Congresso ainda vai eleger uma pessoa pra ser presidente por um ano? É mais confusão”, disse FHC em entrevista à Rádio CBN.

Segundo ele, o julgamento da ação que pode resultar na cassação da chapa Dilma-Temer traz consigo riscos para o País, com destaque para a economia. “A percepção das pessoas, especialmente dos investidores é: vamos ter outro problema no Brasil? Eles se retraem”, afirmou o tucano. “O Brasil está há muito tempo de pernas para o ar, está começando a assentar um pouco. Levar muito tempo em um julgamento que põe em risco a situação vigente tem consequências negativas”, avaliou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *