Bridgestone levará seus pneus sem ar para as bicicletas

Publicidade:

por Andrew Liszewski, gizmodo

Revelados pela primeira vez em 2011, os pneus sem ar da Bridgestone usam uma série de raios de resina plástica rígida para ajudar uma roda a manter seu formato enquanto ela rola, em vez de um tubo interno inflável, que pode perfurar e vazar ar. Veículos militares e quadriciclos foram alguns dos primeiros a adotarem o design pouco ortodoxo, mas a Bridgestone em breve fará uma versão de seus pneus sem ar para uso em bicicletas.

Pneus de bicicleta sem ar não são uma ideia nova, você já consegue rodas feitas de um composto de borracha sólida se precisar pedalar em terrenos em que o risco de perfurar ou murchar os pneus é alto.

Mas a abordagem da Bridgestone, que substitui o tubo interno e uma porção dos raios da roda da bicicleta com suportes de resina termoplástica, é melhor projetada para absorver solavancos e oferecer uma direção geral mais suave, sem exigir que o ciclista ajuste a pressão de ar em seus pneus. Mais importante, ele nunca murcha ou deixa um ciclista abandonado na beira da estrada.

Se eventualmente forem adotados por carros, os pneus sem ar têm o potencial de melhorar a eficiência do combustível, já que nunca vão murchar ou perder seu formato ao longo do tempo. Mas eles também melhoram a segurança, já que não correm o risco de explodir perigosamente. Com as bicicletas, no entanto, trata-se mais da conveniência, já que os ciclistas não precisariam mais carregar uma bomba de ar ou carregar um tubo interno reserva.

A Bridgestone espera disponibilizar seus pneus de bicicleta para os consumidores até 2019, antes das Olimpíadas de 2020 em Tóquio, embora ainda não saibamos se eles serão aprovados para competições oficiais de ciclismo a tempo.

Leia Também>>  O que são os vírus zumbis e como saber se seu computador foi infectado

[Bridgestone via designboom]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *