Esperando Moro, “un moment ridicule” de Doria

Publicidade:

Por Fernando Brito, Tijolaço

Enquanto se aguardam as horas de interrogatório de Moro a Lula, aproveito para registrar mais uma pataquada do falso rapaz – já quase um sessentão – que governa São Paulo.

Circula nas redes um vídeo (ao final do post)  que João Doria, em francês, saúda a vitória de Emmanuel Macron nas eleições francesas.

A troco de quê?

De mostrar à patuleia como ele é chique, por falar francês.

Aliás, ele mostra o que convém, a cada momento, pois é – segundo seu companheiro de PSDB Alberto Goldman – “um cidadão totalmente desprovido de escrúpulos”.

Como se a França inteira fosse assisti-lo enquanto o mais provável é que algum francês desavisado que encontre o seu muito mal pronunciado discurso (até na pronúncia do nome do presidente ele erra, e fala Emmanuel como falamos aqui, “Ê manuel”) vá perguntar:

-Qui est ce type?

Quem é este sujeito? Ora, é alguém que se fosse sincero leria outro texto:

– Je suis arrogant, snob, vaniteux.  J’essaie, de toute façon, montrer que je suis intelligent, mais je suis seulement un idiot. (Eu sou um arrogante, esnobe, vaidoso. Tento, de todo jeito, mostrar que sou inteligente, mas sou apenas um idiota)

O que permitiria ao francês azarado concluir:

 – Voilà, c’est un con!

Mas essa, como não ensinavam no meu ginásio, com aquele velho “Cours de Langue et Civilization Française“, vou deixar ele traduzir pois é o tipo da linguagem coloquial que não ensinam na escola.

Leia Também>>  VÍDEO: Tatá Werneck faz a melhor entrevista dos talk shows brasileiros desde Silveira Sampaio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *