Livro inédito de autor de ‘O Senhor dos Anéis’ é publicado após 100 anos

J.R.R. Tolkien se tornou mundialmente conhecido pela trilogia ‘O Senhor dos Anéis’
Publicidade:

Um novo livro do autor da trilogia “O Senhor dos Anéis”, J.R.R. Tolkien, está à venda – cem anos depois de ter sido escrito.

Da BBC

Beren e Lúthien tem sido descrito como uma “história muito pessoal” na qual o professor de Oxford pensou depois de retornar da Batalha do Somme, uma das mais sangrentas da Primeira Guerra Mundial.

O livro foi editado por seu filho Christopher Tolkien e contém versões de um conto que se tornou parte de O Silmarillion, coletânea de textos mitológicos publicado em 1977.

A obra apresenta ilustrações de Alan Lee, que ganhou um Oscar por seu trabalho nos filmes da trilogia.

Beren e Lúthien foi publicado nesta quinta-feira. A história fala do destino dos amantes Beren e Lúthien, um homem mortal e uma elfa imortal que juntos tentam roubar do maior de todos os seres malignos: Melkor.

‘Beren e Lúthien’ é uma história de amor parcialmente inspirada na esposa de Tolkien, Edith

O especialista em Tolkien John Garth, que escreveu Tolkien and The Great War (sem tradução para o português), disse que o autor de O Hobbit usou sua escrita como um “exorcismo” dos horrores que testemunhou na Primeira Guerra Mundial.

“Quando ele voltou das trincheiras, com febre de trincheira (doença causada por bactéria e transmitida por piolhos), ele passou o inverno (de 1916-1917) convalescente”, disse o escritor.

“Ele perdeu dois de seus amigos mais queridos em Somme e você pode imaginar que ele devia estar tão destruído por dentro quanto estava fisicamente.”

Garth disse que a cena principal de Beren e Lúthien foi inspirada por um momento íntimo de Tolkien e de sua mulher, Edith: a dança dela em uma clareira cheia de flores brancas durante uma caminhada pelos bosques de East Yorkshire, distrito da Inglaterra.

Leia Também>>  No Dia do Circo, site de dados sobre arte circense é lançado no Brasil

“Tolkien sentiu o tipo de alegria que antes devia ter pensado que nunca sentiria de novo.”

Os nomes Beren e Lúthien estão esculpidos na lápide que Tolkien e sua esposa compartilham no cemitério de Wolvercote, em Oxford.

Alan Lee ilustra o novo livro; ele também trabalhou na trilogia ‘O Senhor dos Anéis’
Lee ganhou um Oscar por seu trabalho nos filmes de Peter Jackson

Para o novo livro, Christopher Tolkien, agora com 92 anos, manteve a história de seu pai na forma original em que foi escrita e também mostrou como a narrativa mudou para se tornar parte de O Silmarillion.

Publicado em 1954, O Senhor dos Anéis foi a sequência de O Hobbit e é uma das novelas mais bem sucedidas já escritas, tendo vendido mais de 150 milhões de cópias.

A adaptação cinematográfica, lançada de 2001 a 2003, é uma das principais séries de filmes de todos os tempos – a película final ganhou 11 Oscars.

Tolkien e Edith gravaram os nomes Beren e Lúthien em sua lápide

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *