Para você, que preenche o mundo com um pouco mais de amor

Publicidade:

por Eberth Vêncio, Revista Bula

Você, que dá bom dia a cavalo. Que não escoiceia. Que cumprimenta os estranhos, não maltrata animais. Mais do que isso, contrariando todas as recomendações em contrário, você se arrisca e conversa com eles. Você, que adota um cachorro. Que cria os filhos dos outros. Que atravessa a rua para abraçar um amigo que há tempos não vê. Que enxerga além das aparências. Que sai por aí, a distribuir abraços de forma perdulária. Que não poupa afeto. Que gosta de dar beijo e viajar de carro. Que desacelera, para o carro e gasta o tempo apreciando uma bela paisagem. Você, que não desprega os olhos de um filho doente, enquanto ele dorme. Que desliga a TV para se sentar na varanda e assistir à lua cheia se achando no céu estrelado. Você, que não vê graça nenhuma nas estrelas do vale-tudo. Que visita um amigo falido que foi à lona. Que chora com ele. Que oferece ajuda. Que doa um rim, sei lá. Que tem desapego material. Que banha moribundos. Que veste um defunto. Você, que gira com dignidade a roda do vida. Que enche balões de borracha para divertir pacientes de um hospital especializado no tratamento do câncer. Você, que faz filantropia por questões humanitárias. Que não desiste do homem. Que não tem arma em casa. Que não assiste ao Datena. Que ama teatro e cinema. Que passa o maior ridículo tentando salvar o mundo com música, arte e poemas. Você, que até hoje sente remorsos por causa de uma crueldade pequena cometida durante a infância. Que não bate em criança. Que não grita com as pessoas. Que pede perdão, mesmo sem ter errado. Que não derruba árvore. Que semeia serenidade. Que acompanha a sua mãe nos bailes da melhor idade. Que já perdeu algumas vezes para a morte, sempre de cabeça em pé. Que segura a mão de alguém com dor. Que tem imaginação, que voa alto no céu feito um condor. Você, que gosta de abrir um livro novo, de forma aleatória, para cheirar as páginas do meio e se entorpecer com o cheiro da história. Que ainda dá livros de presente. Que organiza um sarau. Que visita um asilo. Que não faz esquemas. Que dá calor humano, ao invés de esmola. Que não joga na loteria. Que não sonha em ficar rico. Para você, que preenche o mundo com um pouco mais de amor, desejo que tenha excelentes dias por onde quer que você ande.

Leia Também>>  A verdade é uma só: apenas os tolos acreditam em Deus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *