Quem são os 44 tripulantes do submarino desaparecido na Argentina

Em base naval de Mar del Plata, parentes e moradores estão deixando mensagens e símbolos de esperança e apoio pelos desaparecidos
Publicidade:

Um submarino e 44 vidas com paradeiro incerto. Esta é a dramática trama do desaparecimento, desde o último dia 15 de novembro, do ARA San Juan no Oceano Atlântico – em um perímetro que perpassa quilômetros da costa argentina. O submarino saiu de Ushuaia, cidade no sul do país, em direçãoa Mar del Prata, na região central do litoral.

Da BBC

Após dias de buscas em um esforço internacional com a participação de 13 países – incluindo o Brasil -, as mais recentes manifestações oficiais indicam que o submarino pode ter se envolvido em uma explosão. No entanto, nada está completamente confirmado.

A Marinha argentina informou, nesta quinta-feira, que recebeu informações da Embaixada da Áustria em Buenos Aires indicando o registro de um barulho “consistente com uma explosão” perto da área onde o submarino fez contato pela última vez.

O registro dá conta de um “evento anômalo singular, curto, violento e não nuclear consistente com uma explosão” no último dia 15, apenas três horas depois de o submarino desaparecer dos radares.

Matéria Completa, ::AQUI::

Leia Também>>  De Buenos Aires a Nova Déli: Site reúne estações de rádio do mundo todo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *